BF18 | Vila Franca de Xira
bootstrap html templates
Sandra Vieira Jürgens

Sandra Vieira Jürgens
Curadora da BF18

Crítica, historiadora de arte e curadora. Dirige a revista online Wrong Wrong, publicação online especializada em arte contemporânea, e a plataforma digital raum: residências artísticas online, desde 2014.
Concebeu, dirigiu e editou a Artecapital, desde a sua fundação em abril de 2006 até dezembro de 2013. Foi editora da Número Magazine (2001) e da revista Artes & Leilões (2007-2010). Foi crítica de arte nas revistas Arte y Parte (2001-2007), Pangloss (2004), L+Arte (2005-2007) e Arq|a — Arquitectura e Arte (2000-2017).
Realizou conferências e é autora de várias publicações, livros, ensaios, e de inúmeras entrevistas e textos sobre arte contemporânea em catálogos editados por instituições artísticas nacionais (Fundação Calouste Gulbenkian, Museu de Serralves, Museu do Chiado, CCCB/Museu Berardo, Culturgest, Casa das Histórias Paula Rego) e internacionais (Bienal de Veneza, Photo Espanha, MEIAC), e publicações da imprensa especializada.
Foi membro de júris nalguns dos mais destacados prémios nacionais de arte contemporânea (BESPHOTO/Novo Banco, SONAE Media Art, Bienal de Fotografia de Vila Franca de Xira, ANTECIP’ARTE, UNIÃO LATINA, Jovens Criadores/Clube Português de Artes e Ideias /Secretaria de Estado da Juventude e Desportos), e coordenadora da comunicação nacional e internacional das representações oficiais portuguesas na Bienal de Veneza e na Bienal de São Paulo, nas áreas da arte e da arquitetura (2008-2010), na Direcção-Geral das Artes / Ministério da Cultura de Portugal. Foi consultora editorial da ARTE LISBOA – Feira de Arte Contemporânea, entre 2005 e 2010.
É investigadora de pós-doutoramento, bolseira FCT no Instituto de História da Arte (IHA-FCSH, Universidade NOVA de Lisboa), desde 2015. Doutorada pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa (2014), é licenciada em História da Arte pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (1997). Coordenadora e professora auxiliar convidada da Pós-Graduação em Curadoria de Arte na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Integrou o programa internacional de Residências de Investigação 2015-2016 do Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofía, em Madrid. É autora do livro “Instalações Provisórias: Independência, autonomia, alternativa e informalidade. Artistas e exposições em Portugal no século XX” (2016).
Entre as mais recentes exposições que comissariou, destaca-se: curadoria portuguesa do projecto discursivo e artístico Streaming Egos - Digital Identities (Goethe-Institut, NRW-Forum de Düsseldorf, 2015-2016); André Alves - Arame farpado/dinamite: o poder da circulação livre (Instituto Camões/Fundação Carmona e Costa/Comissão Fulbright, Lisboa, 2015); João Fonte Santa – Bem Vindo à Cidade do Medo (MAAT – Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia, 2018); André Alves – Double Exposure (MNAC – Museu do Chiado, 2018); Nikolai Nekh – Calcanhar de Aquiles (MNAC – Museu do Chiado, 2018); desenvolve o ciclo de arte contemporânea COSMO/POLÍTICA, no Museu do Neo-Realismo (2017-2020) e o Programa de itinerâncias da Colecção da Caixa Geral de Depósitos/Culturgest (2017-2019). Integra a secção portuguesa da AICA (Internationale Association of Art Critics) desde 2006.


Mais informações em:

www.sandravieirajurgens.com

Brasão Câmara Municipal de Vila Franca de Xira

© BF18 - Todos os direitos reservados